Japão em ritmo de festa: Yosakoi Soran

6 de Junho de 2017

Por: Alexandre Sakai
(Instagram @alesakai)


Yosakoi Soran

Imagem do 16º Festival de Yosakoi Soran em Kisarazu. Imagem: Alexandre Sakai

O mês de maio começou com uma série de feriados aqui no Japão, época que é conhecida como Golden Week. E aqui na cidade de Kisarazu, Chiba, fecharam a semana com o 16º Festival de Yosakoi Soran, uma dança típica japonesa.

Ao contrário do que se imagina, o Yosakoi Soran surgiu recentemente no Japão. O primeiro festival no país só foi acontecer em 1992 e foi resultado da mistura de outras duas tradições, o Yosakoi da província de Kochi e o Soran de Hokkaido. O primeiro é um festival de dança que surgiu na década de 50 baseado na canção romântica “Yosakoi Naruko Odori”. Já o Soran possui canção e coreografia inspiradas no trabalho dos pescadores.


Yosakoi Soran

Dançarina segurando o Naruko, instrumento de madeira semelhante a castanhola e que era utilizado originalmente por fazendeiros para espantar pássaros. Imagem: Alexandre Sakai

Unindo elementos das duas danças, o Yosakoi Soran acabou se tornando um grande sucesso na província de Hokkaido, palco do primeiro festival e que atualmente consegue reunir mais de 30 mil participantes no evento que acontece no verão na cidade de Sapporo. Tanto que muitos outros festivais começaram a acontecer pelo país, como este que rolou em Kisarazu.

Aqui o evento não foi tão grandioso como o de Sapporo, contou com cerca de 1000 dançarinos divididos em 35 grupos, mas esbanjou muita alegria e diversão. As apresentações aconteceram num pátio próximo a estação central e também em uma rua próxima, onde a coreografia era feita em forma de desfile. O legal deste tipo de dança é que ela parece ser bem democrática, com a participação de pessoas de todas as idades, de crianças que estão dando os primeiros passos a senhoras de cabelos grisalhos. E a coreografia, ao contrário das danças mais tradicionais, possui movimentos bem explosivos e velozes, assim como a música que é bem alegre e mistura elementos tradicionais com ritmos e instrumentos mais modernos.


Yosakoi Soran

Imagem: Alexandre Sakai


O mais legal pra mim foi ver a felicidade estampada no rosto de cada participante. Não importava se eles eram de um grupo pequeno com pouca estrutura, ou um grupo com mais de 100 pessoas com figurino sofisticado, a paixão com que cantavam e dançavam era a mesma. Se ainda sobrava em mim um pouco daquela imagem de que o japonês é um povo muito sério e fechado, ele foi simplesmente apagado, pois senti neles a mesma energia que os brasileiros sentem pelo carnaval.


Yosakoi Soran

Figurinos baseados nos trajes típicos japoneses. Imagem: Alexandre Sakai


Yosakoi Soran

Cada grupo ostentava suas bandeiras atrás dos respectivos desfiles. Imagem: Alexandre Sakai


Compartilhe


Comentários